top of page

Amigos 1/3



Aos amantes dos vídeo games, que cresceram na frente de uma tela, conhecendo mundos e desbravando o vasto mundo sem fim da criatividade. Trago esse texto com o objetivo de explorar o quanto estamos próximos dos mundos fictícios que tanto amamos, seja por suas mecânicas, lógicas ou semelhanças.

Quando eu estava na faixa dos meus 12 ou 13 anos, amava jogar The Sims, na época jogava as versões do PS2, era incrível construir minha casinha e me preparar para alcançar o mais alto cargo na carreira que meu sim havia escolhido, mas uma coisa sempre me deixou em dúvida, havia a necessidade de conseguir um determinado número de amigos para ser promovido!

Hoje adulto, ao menos é o que meu RG afirma, vejo que muitas das simplicidades dos mundos digitais, se aplicam de forma coerente em nosso cotidiano. Em especial no que diz respeito a criatividade, existe aquela frase que diz "Nesse mundo nada se cria, tudo se copia", e o que é a criatividade se não a ação de unir referências, de explorar o nosso conhecimento em busca de uma união coerente daquilo que gostamos. Em The Sims precisávamos ter amigos para alçar novos patamares, na criação, precisamos de muitos amigos por uma série de fatores. Somos seres dependentes, a motivação criada por nossa empolgação não é nada se comparada a empolgação gerada pelo elogio de um desconhecido ou aquele amigo que temos uma enorme consideração. Como uma criança que faz algo diferente e olha seus pais em busca de um sinal de aprovação, buscamos sempre o nosso espaço, precisamos ser aceitos de alguma forma.


O que seria de um bom livro se não houvesse um único leitor?

As referências alimentam a criatividade, mas estaríamos errados se afirmássemos que o Google é a maior fonte de referências, seus amigos são. É no ser humano que iremos encontrar as maiores ideias, é debatendo e compartilhando que iremos encontrar as melhores soluções. Então hoje, anos após jogar The Sims pela primeira vez, eu finalmente entendo por que era necessário ter amigos para progredir na carreira.



A reflexão causada por uma simples mecânica, já antiga, demonstra o quão longe os jogos podem nos levar, estamos vivendo uma época mágica, onde nosso pensamento permite que mundos sejam criados e compartilhados. Nunca deixe de criar, seja lá qual for o seu ramo, inove, vá além. Se estiver em um bloqueio criativo, não esqueça da melhor fonte de ideias que você pode achar, essa fonte pode estar ai do seu lado.


Um grande abraço!

25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page