top of page

Foco!

Atualizado: 1 de dez. de 2020


Quantas vezes você se pegou fazendo algo, quando de repente sua mente sumiu, seu pensamento viajou para outra dimensão? Sem explicação alguma, me perco entre meus próprios planos e meu foco se vai. Este é um texto debatendo isso, talvez uma forma de compartilhar o que se passa em minha mente e ao mesmo tempo achar um jeito de focar no que quero.

   Buscar um rumo, achar um objetivo, esses são meus planos atuais. Tenho centenas de planos (imagino que muitos de vocês também), achar um único caminho nesse emaranhado de ideias é como encontrar a tal agulha. Eu tento escolher o que aprender primeiro, o que ler primeiro, o que fazer primeiro e no meio dessa busca me pego olhando o facebook ou conferindo e-mails. É como se a minha mente tentasse fugir dela mesma, pedindo um descanso. Certa vez tentei o tal descanso, mas acabei percebendo que descanso não gera vontade de produzir, ele gera vontade de descansar mais (a velha história de que quanto mais se dorme, mais se quer dormir). Eu realmente não sei como colocar um ponto final ao famoso DEIXAR PARA DEPOIS. Talvez por não saber como focar, é que estou aqui escrevendo sobre isso, conversando com vocês para assim achar um ponto de partida, perdido no meio de uma corrida já iniciada.

   A aproximados dois anos, decidi começar a produzir conteúdo criativo para a internet, opinar, criar, inventar e compartilhar coisas com todos. Uma tarefa muito mais difícil do que parece, eu poderia dizer que é ingrata de certa forma. O resultado nem sempre vem da qualidade. No meio dessa minha jornada, aprendi algumas regras do "jogo", a palavra chave era organização e com isso em mente, minha produtividade aumentou exponencialmente, mas o resultado jamais acompanhou o fluxo, os números aumentavam, mas a passos muito lentos. Eu quase desisti. Fui forte e insisti da maneira que consegui, mas demorei muito a reparar que a palavra organização, já não surtia o mesmo efeito, já não era o suficiente. Agora talvez eu tenha entendido que a força de vontade assumiu o papel de fator de maior importância. Depois de pensar sobre isso e por fim escrever/conversar sobre isso com vocês, percebo que aquela coisa de deixar para depois pode ser a chave, basta jamais, em hipótese alguma deixar algo para depois. Não sei se eu vou conseguir, mas não vou deixar para começar a tentar amanhã.

   Talvez esse texto não seja para todos, talvez não seja para ninguém, mas tente lembrar dele quando algo precisar ficar para depois. Um forte abraço.

23 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page